REFRIANGO quer exportar para Moçambique, São Tomé e Príncipe e Congo em 2022

Segundo o diretor executivo da Refriango, Diogo Caldas, a companhia quer começar a exportar para Moçambique, São Tomé e Príncipe e República Democrática do Congo em 2022. A empresa anunciou, também, no dia 10 de julho, a celebração de uma parceria com a Coca-Cola para a produção e distribuição dos sumos Minute Maid, que começam a ser produzidos já este mês e vão estar disponíveis em 3 sabores: tropical, laranja e maçã. “É uma parceria muito importante para a Refriango, sentimo-nos privilegiados”, assinalou Diogo Caldas, acrescentando que o acordo permitirá à empresa preencher a sua capacidade instalada, com 28 linhas de enchimento de produção de mais de 2.300 milhões de litros por ano, que poderão satisfazer as necessidades do mercado interno e de exportações. A parceria com a Coca-Cola vem somar-se à já existente com a Diageo, na área das bebidas espirituosas, para a distribuição e produção de marcas de gin e whiskey produzidas de acordo com os parâmetros internacionais. Presente no mercado angolano há 17 anos, a Refriango detém uma das maiores unidades industriais do continente africano, ocupa 42 hectares e emprega diretamente mais de 2 mil trabalhadores; investiu, até agora, mais de USD 600 milhões (€ 505 milhões) no país, de forma faseada, com base numa perspetiva a longo prazo para desenvolvimento dos seus negócios.

Partilhar o artigo "REFRIANGO quer exportar para Moçambique, São Tomé e Príncipe e Congo em 2022"

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn