VODAFONE ainda não vai entrar no capital social da MOVICEL

Segundo o Diretor de Marketing da Movicel, não está prevista, para já, a entrada da Vodafone no capital da 2ª operadora móvel nacional. Dalmo Silva revelou que se trata de uma parceria tecnológica, “o que não fecha a
possibilidade de no futuro se transformar numa parceria com foco no longo prazo e com a entrada no capital da Movicel”, disse. O Expansão apurou que, sendo a Vodafone uma empresa cotada na Bolsa de Valores de Londres, a sua entrada no capital social exigiria da Movicel o cumprimento de requisitos internacionais que, nesta altura, estão longe de serem cumpridos. Segundo Dalmo Silva, em 2019 a operadora esteve focada na melhoria da oferta de serviços, modernizando a sua rede para poder atender às exigências do mercado. A parceria com a Vodafone abrange a transformação da empresa a nível de recursos humanos, financeiros, técnicos e comerciais, através da adoção de procedimentos que garantam aos clientes uma melhor perceção dos serviços e da sua diversidade, sendo o serviço de roaming uma parte da estratégia comercial de crescimento, revelou o responsável da Movicel, que acrescentou que, em 2020, a empresa pretende apostar mais no digital, “como são exemplos disso o lançamento do serviço 4G e dos planos híbridos com voz, dados e SMS”, disse. Com o apoio da Vodafone, o serviço de roaming foi revitalizado e expandido para mais de 20 países, uma ação que permitiu ampliar o número de acordos com mais de 200 operadoras em 168 países.

Partilhar o artigo "VODAFONE ainda não vai entrar no capital social da MOVICEL"

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn