Remessas dos trabalhadores portugueses em Angola sobem 66,7% em agosto

De acordo com dados do Banco de Portugal disponibilizados na respetiva página na internet a 20 de outubro, as remessas dos trabalhadores portugueses em Angola subiram 66,7% em agosto do ano em curso face ao valor remetido em agosto de 2019 (€ 10,23 milhões), para € 17,06 milhões, contrariando a tendência registada do valor global mundial, que caiu 3,5%. Em sentido inverso, os angolanos a trabalhar em Portugal enviaram € 650 mil para Angola em agosto, o que representa uma quebra de 13,3% face aos € 750 mil euros enviados no período homólogo do ano transato. A variação nos valores das remessas dos trabalhadores portugueses em Angola influencia fortemente a evolução do valor das transferências unilaterais provenientes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), já que representa a grande maioria das mesmas. Nesta sequência, os portugueses a trabalhar nos países africanos lusófonos transferiram € 17,72 milhões para Portugal, em agosto, o que representa uma subida de 63,3% face ao montante de € 10,85 milhões enviados no mesmo período de 2019. No total mundial, as remessas da diáspora portuguesa caíram 3,5%, passando de € 302 milhões, em agosto de 2019, para € 291,3 milhões, em agosto de 2020.

Partilhar o artigo "Remessas dos trabalhadores portugueses em Angola sobem 66,7% em agosto"

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn