Executivo angolano reforça Fundo de Garantia de Crédito com € 66,3 milhões

O Ministério angolano das Finanças referiu, em comunicado, que o Executivo vai promover o reforço do capital do Fundo de Garantia de Crédito (FGC) com a emissão de Obrigações do Tesouro no valor de € 66,3 milhões, o qual permitirá a emissão de garantias de crédito para a cobertura de financiamentos concedidos pelos bancos comerciais, no quadro da política de diversificação da produção nacional e fomento da atividade empresarial no atual contexto macroeconómico do país. Segundo o Ministério das Finanças, a partir de 15 de junho qualquer sociedade comercial, incluindo em nome individual, e cooperativas legalmente constituídas, poderão solicitar a atribuição de crédito, entregando os respetivos processos, “a nível nacional, na agência mais próxima do banco com que trabalham e, em caso de necessidade será o banco a” mediar o pedido entre quem pede e o FGC: “ao emitir a garantia de crédito, o FGC assume, perante o banco, que garante o compromisso de reembolsar parcialmente a dívida de um cliente, caso este esteja comprovadamente incapaz de continuar a honrar o crédito”.

Partilhar o artigo "Executivo angolano reforça Fundo de Garantia de Crédito com € 66,3 milhões"

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn