Construção de 6 barragens no Namibe para reduzir impacto da seca

O Instituto Nacional de Recursos Hídricos (INRH) apresentou o projeto para a construção de 6 barragens nos principais rios do Namibe (Caraculo, Bero, Giraúl, Inamangando, Bentiaba e Carujamba). Avaliado em USD 800
milhões, o projeto está enquadrado no Plano Nacional de Águas e o seu principal objetivo é “o tratamento das águas residuais, a reabilitação das instalações existentes, o desenvolvimento agrícola e industrial da região, que é rica em produção de tomate, e impedir que, no período das grandes enxurradas, as águas vão parar ao mar”, disse o Diretor do INRH, Manuel Quintino. Jorge Hilário, membro do Conselho de Auscultação às Comunidades, considerou os USD 800 milhões um valor alto para a construção, afirmando que faria mais sentido reparar todas as barragens, represas e furos de água já existentes, enquanto o Administrador Municipal de Moçâmedes, João Ernesto dos Santos, manifestou a opinião de que “é necessário, também, que se reabilite e faça a manutenção das barragens antigas, para que o projeto seja, de facto, estruturante no combate à seca e para o desenvolvimento local”.

Partilhar o artigo "Construção de 6 barragens no Namibe para reduzir impacto da seca"

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn