BNA elimina margem de variação cambial de referência

O Comité de Política Monetária do Banco central angolano decidiu, na reunião extraordinária decorrida no dia 24 de outubro, eliminar a margem de mais ou menos 2% sobre a taxa de câmbio de referência, praticada pelos bancos comerciais na comercialização de moeda estrangeira no mercado interbancário. O objetivo é a flexibilização do mercado cambial sendo a taxa de câmbio de referência integralmente definida com base no equilíbrio entre a procura e a oferta de moeda estrangeira, ou seja, em regime de câmbio flutuante. O CPM decidiu, ainda, manter inalterada a taxa básica de juro (Taxa BNA) em 15,5%; estabelecer uma taxa de juro de 10% para a facilidade permanente de absorção de liquidez, com maturidade de 7 dias; aumentar o limite máximo para pagamentos antecipados de EUR 25 mil para EUR 50 mil por operação, sem quaisquer limites máximos anuais; aumentar o limite máximo para pagamentos na forma de remessas documentárias de EUR 50 mil para EUR 200 mil por operação sem quaisquer limites máximos anuais e estabelecer o valor máximo anual de USD 120 mil para as operações cambiais privadas.

Partilhar o artigo "BNA elimina margem de variação cambial de referência"

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn