Angola vai receber USD 82,6 milhões do Fundo Global para combater doenças

O Fundo Global, organização internacional com Sede na Suíça, criada em 2002 com o objetivo de angariar e distribuir recursos adicionais para prevenir e tratar doenças, irá disponibilizar, nos próximos 3 anos, USD 82,6 milhões para combater o VIH, a tuberculose e a malária em Angola. De acordo com o Chefe de Gestão de Subvenções do Fundo Global, Mark Eldon, este valor representa um aumento de 56% em comparação com a alocação atual de USD 52,8 milhões e estará disponível assim que Angola apresentar um pedido de financiamento, por parte do Mecanismo de Coordenação Nacional (MCN). A Ministra angolana da Saúde, Sílvia Lutucuta, disse que o apoio do Fundo Global será descentralizado e aplicado, juntamente com o de outros parceiros, na implementação de projetos nos 164 municípios do país, para trabalhar na prevenção e no tratamento de doenças crónicas. De acordo com a governante, na sequência do Roteiro de Compromisso assinado na reunião de janeiro passado entre o Chefe de Estado angolano, João Lourenço, e uma delegação do Fundo Global liderada pelo seu Presidente do Conselho de Administração, Donald Kaberuka, as duas Partes comprometeram-se a uma colaboração mais forte, com medidas de reforço da parceria entre o Fundo Global e Angola, incluindo a melhoria do desempenho do Mecanismo de Coordenação Nacional e a apresentação de um relatório sobre os compromissos de cofinanciamento assumidos pelo Executivo.

Partilhar o artigo "Angola vai receber USD 82,6 milhões do Fundo Global para combater doenças"

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn