Angola pede mais USD 740 milhões ao FMIAngola pede mais USD 740 milhões ao FMI

De acordo com o jornal Expansão na sua edição de 24 de julho, o Governo angolano pediu mais USD 740 milhões (€ 637 milhões) de ajuda financeira ao Fundo Monetário Internacional (FMI) bem como uma moratória no pagamento da dívida deste ano, pedido esse justificado pela quebra das receitas, em consequência da crise provocada pela pandemia e pela queda do preço do petróleo. Angola pede, assim, mais USD 3.821 milhões para este ano (o que irá obrigar a uma renegociação da dívida com os credores no valor de USD 2.591 milhões) e mais € 2.899 milhões para 2021. O pedido será avaliado pelo Fundo a 30 de julho, mas o relatório recomenda uma aprovação do mesmo por considerar que o país mantém a capacidade de reembolso. Se o reforço tiver ‘luz verde’, a dívida de Angola ao FMI ascenderá a 6,2% do PIB do país.

Partilhar o artigo "Angola pede mais USD 740 milhões ao FMIAngola pede mais USD 740 milhões ao FMI"

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn